Ortodontia Tridimensional

Ilustração Ortodontia Tridimensional

Um dos maiores objetivos em um tratamento ortodôntico é tratar os três componentes do sistema estomatognatico e criar um ambiente onde a função dentaria, articulações temporomandibulares e o sistema neuromuscular trabalhem em equilíbrio.

Quando fechamos os dentes somos guiados por uma posição muscular, mas nem sempre esta é a posição que os músculos precisam e querem estar. Se os dentes estão em uma posição que não coincide onde os músculos estão equilibrados (e hoje em dia temos tecnologia para medir isto) estes mesmos músculos ficam tensos e cansados.

Uma ortodontia tridimensional deve considerar fora dos dentes, maxilares e crânio todos os músculos da cabeça e do pescoço, todos os tecidos moles, e fundamentalmente o estado de saúde das ATMs (articulações temporomandibulares).

A habilidade de mensurar objetivamente a função muscular e a sua correlação com a postura mandibular e corporal é fundamental no começo, médio e finalização de toda ortodontia tridimensional.

Em uma ortodontia tridimensional é fundamental determinar uma posição de repouso mandibular entendendo como isto afeta, os músculos, faciais, mastigatórios e da cabeça e o pescoço do paciente, sempre com um diagnóstico anterior para saber o estado de saúde das articulações temporomandibulares.